Inicial / Instrutor do SENAI do Amapá recebe certificação internacional em trabalho em altura
Instrutor do SENAI do Amapá recebe certificação internacional em trabalho em altura

Instrutor do SENAI do Amapá recebe certificação internacional em trabalho em altura

Macapá – O instrutor do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) do Amapá, na área de Segurança do Trabalho, Renevaldo Cavalcante, participou de curso de Alpinismo Industrial no Rio de Janeiro e após passar por avaliação teórica e prática, recebeu a certificação internacional IRATA – nível 1 de Acesso por Cordas.

O objetivo principal ao utilizar esse método é planejar e gerenciar minimizando as possibilidades de acidentes, incidentes ou ocorrências de risco, garantindo um sistema seguro de trabalho contínuo e eficaz sem danos às propriedades do local e ao meio ambiente.

O Sistema de acesso por corda IRATA (sigla em inglês de Associação Comercial de Alpinismo Industrial) é um método seguro de trabalho em altura onde são utilizados cordas e equipamentos para acesso e locomoção ao local de trabalho, oferecendo o apoio em suspenção apropriado e seguro durante o período de execução da tarefa. As técnicas utilizadas no curso podem ser realizadas em espaços confinados e em trabalhos terrestres e marítimos.

A vantagem da utilização do método de acesso por cordas reside principalmente na segurança e rapidez com que os trabalhadores podem se locomover e alcançar locais de difícil acesso e, em seguida, realizar o seu trabalho com o mínimo impacto sobre outras operações das áreas vizinhas. Outro grande benefício a ser considerado é o total de horas de trabalho e nível de risco de uma determinada tarefa, que é frequentemente reduzido em acesso por corda, principalmente quando comparado com outros meios de acesso em altura que oferecem maiores riscos e custos mais altos.

Segundo o diretor de Operações do SENAI, Adriano Cardoso, a instituição investe continuamente na qualificação de seus profissionais com o intuito de prestar atendimento de excelência. “Estamos investindo em treinamento e desenvolvimento de pessoas. Com essa política de gestão, todos ganham: o colaborador porque adquire novos conhecimentos, O SENAI, pois conta com o aumento da produtividade da equipe, e os alunos que recebem ensino de qualidade”, disse o diretor.

Renevaldo Cavalcante declarou com orgulho, que hoje é o único profissional no estado a ter essa certificação. “O trabalho industrial de acesso por corda foi desenvolvido nos últimos 20 anos pelo IRATA Internacional, única associação ligada ao trabalho em altura no mundo. Estou apto a executar tarefas, com corda, atuar em operações de amarração, entre outras manobras, e executar resgate envolvendo descida. Minha meta é atingir mil horas de acesso por corda no período de um ano e alcançar a classificação nível 2”, ressaltou.

Alpinismo Industrial

Segundo a NR 18, norma que trata da segurança de andaimes e plataformas de trabalho, a altura máxima para o uso de equipamentos fachadeiros não deve exceder 40 metros. O recomendável é que obras que requeiram instalações ou inspeções acima dessa altitude utilizem alternativas como o alpinismo industrial, método muito usado na construção civil.

No Brasil, a técnica de trabalho com uso de cordas tem conseguido expandir o mercado, ganhando espaço entre grandes obras, como usinas eólicas, hidrelétricas, prédios com altura acima de 50 metros e estádios de futebol.

no images were found

a

ATENDIMENTO À IMPRENSA
Gerência de Comunicação Corporativa SESI/SENAI – AP
Contato: (96) 3084-8944
E-mail: imprensa@sesisenaiap.org.br

Sobre anspach