SENAI
 
<a href="#">A inovação está no DNA do SENAI e do SESI, que buscam valorizar as empresas industriais que acreditam no poder transformador das boas ideias.</a> <a href="#">Soluções em educação, saúde, esporte, cultura e cidadania sob medida para a sua empresa</a> <a href="#">Educação profissional e desenvolvimento tecnológico para a indústria brasileira</a> <a href="#">Alunos e docentes do SENAI são incentivados e premiados por apresentarem projetos de pesquisa aplicada de interesse da indústria</a> <a href="#">Educação profissional e desenvolvimento tecnológico para a indústria brasileira.</a> <a href="#">O Sistema Indústria negocia a vinda da Harvard Business School para o Brasil</a> <a href="#">Para a Indústria, a competitividade do Brasil passa fundamentalmente pela educação. É por isso que SESI e SENAI desenvolvem ações de qualificação das pessoas para o trabalho e para a cidadania</a>
 

Formandos da Aprendizagem Industrial do Senai/AP formam grupo de coral

 


Macapá – Cerca de 25 alunos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) do Amapá fazem parte de um coral que se apresentará na cerimônia de formatura de conclusão do curso de Aprendizagem Industrial. Os alunos, que tem faixa etária que varia de 17 e 24 anos, estão ensaiando desde o início do mês para brindar amigos e familiares com músicas que têm significado especial na vida deles.

 

O grupo é coordenado pelo assistente técnico da Aprendizagem, Arimathéia Pires Borges. Ari, como é mais conhecido, tem 33 anos, é pedagogo e músico profissional. Ele relata que a ideia de montar o coral para a solenidade nasceu do convívio diário com os alunos, inclusive em momentos de descontração. “Cantar é uma terapia, aproxima as pessoas e ajuda no engrandecimento pessoal. Me sinto realizado em trabalhar com o que gosto e, no meu ponto de vista, educação e música se completam, uma vez que ambos contribuem para o desenvolvimento social do ser humano”, declarou.

 

“Jamais esqueceremos o período que passamos no Senai”, afirmaram as formandas Ana Paula da Silva Monteiro e Suedsan Pará Belo. Ambas têm 17 anos e lembram que começaram a cantar na infância, dentro das igrejas que frequentam. Ana Paula explica que encontrou no coral a oportunidade de se integrar mais com os colegas e se desinibir: “Receber o certificado de conclusão do curso e realizar uma apresentação musical é uma forma muito especial de comemorar essa conquista”.

 

De acordo com a diretor técnico-adjunto do Senai, Paulo Rech, a aprendizagem industrial representa a razão da existência do Senai, cuja missão é contribuir para o desenvolvimento e a competitividade da indústria do Estado, atuando na defesa de seus interesses, promovendo a qualidade de vida do trabalhador, a qualificação profissional e tecnológica, e a capacitação empresarial. “Agradecemos aos nossos alunos por confiarem em nossa instituição e aos nossos instrutores pela dedicação e colaboração para o crescimento pessoal e profissional de cada um dos formandos. Nossa preocupação não é apenas formá-los para o mercado de trabalho, mas para a vida”, ressaltou Rech.

 

Ramon da Silva Ramos, formando do curso de auxiliar de produção industrial revela que sempre admirou as apresentações de coral, mas que nunca antes tinha tido oportunidade de soltar a voz, a não ser no chuveiro. “Estou surpreso com minha performance, e, para fazer bonito no dia da formatura, tenho treinado com frequência”, relatou Ramon.

 

Aprendizagem Industrial

 

É a forma de educação profissional de nível básico ou técnico, destinada à qualificação ou habilitação inicial de jovens aprendizes e caracterizada pela articulação entre formação e trabalho.

 

Aprendiz é o jovem maior de 14 e menor de 24 anos, que celebra contrato de aprendizagem nos termos do art. 428 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). A condição de aprendiz, portanto, pressupõe formalização do contrato do jovem pela empresa e da sua matrícula em curso ou programa de aprendizagem no Senai. A idade máxima prevista não se aplica a aprendizes com deficiência (Decreto nº 5.598/2005, art. 2º, Parágrafo Único).