Integrante do Sistema Indústria – ao lado da CNI, do SESI e do IEL –, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) é reconhecido como modelo de educação profissional e pela qualidade dos serviços tecnológicos que promovem a inovação na indústria brasileira.

Desde que foi criado, em 1942, o SENAI formou 55 milhões de profissionais.

Atualmente, as 1027 unidades operacionais móveis e fixas da instituição espalhadas pelo país recebem cerca de 3,4 milhões de matrículas em cerca de 3 mil cursos que preparam trabalhadores para 28 áreas industriais.

Os cursos vão desde a aprendizagem profissional, incluem o ensino técnico de nível médio e chegam à formação superior e à pós-graduação.

Entre as iniciativas do SENAI para garantir a competitividade da indústria estão os cursos gratuitos e os serviços tecnológicos nas áreas de Design, Metrologia, Energia, Logística, Meio Ambiente, Automação, entre outros.

Além de oferecer educação profissional de qualidade para os brasileiros, o SENAI, em parceria com o Ministério das Relações Exteriores do Brasil, opera centros de treinamento de mão de obra em Cabo Verde, Guiné Bissau, Guatemala, Paraguai e Timor Leste. E está implantando centros de formação profissional em Moçambique, Peru, Jamaica, São Tomé, Príncipe e Haiti.

Também mantém uma rede certificada de 208 laboratórios que prestam serviços técnicos e tecnológicos às empresas em todo o país.  Em 2011, essa rede prestou serviços a mais de 18 mil empresas.

Foram realizados 139.149 serviços para apoiar a inovação e o desenvolvimento tecnológico da indústria.

Visão

Ser referência em educação básica e profissional, tecnologia e inovação, segurança e saúde no trabalho para as indústrias do Amapá.

Valores

Transparência, Tempestividade, Ética, Sentimento de Pertencimento, Respeito, Produtividade e Aprendizado Constante.

Missão

Incentivar um ambiente sustentável aos negócios, por meio da promoção da educação básica e profissional, tecnologia e inovação, saúde e segurança, contribuindo para a competitividade da indústria no Amapá.