SENAI
 
<a href="#">A inovação está no DNA do SENAI e do SESI, que buscam valorizar as empresas industriais que acreditam no poder transformador das boas ideias.</a> <a href="#">Soluções em educação, saúde, esporte, cultura e cidadania sob medida para a sua empresa</a> <a href="#">Educação profissional e desenvolvimento tecnológico para a indústria brasileira</a> <a href="#">Alunos e docentes do SENAI são incentivados e premiados por apresentarem projetos de pesquisa aplicada de interesse da indústria</a> <a href="#">Educação profissional e desenvolvimento tecnológico para a indústria brasileira.</a> <a href="#">O Sistema Indústria negocia a vinda da Harvard Business School para o Brasil</a> <a href="#">Para a Indústria, a competitividade do Brasil passa fundamentalmente pela educação. É por isso que SESI e SENAI desenvolvem ações de qualificação das pessoas para o trabalho e para a cidadania</a>
 
O QUE É O SENAIVOLTAR AO INÍCIO
O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial - SENAI, criado em 1942, com o objetivo de formar e qualificar a mão-de-obra no Brasil tem se mantido como o primeiro provedor de soluções em Educação Profissional e Tecnologia Industrial do Brasil.

Ao longo de mais seis décadas, vem acompanhando as necessidades de modernização e permanente atualização da indústria, oferecendo suporte a 28 áreas tecnológicas, atendendo a suas necessidades imediatas, anpetipando cenários, prospectando tendências e facilitando sua transição para o futuro.

Considerado o maior complexo de Educação Profissional da América Latina e um dos maiores do mundo, o SENAI recebeu em suas escolas, até 2006, 43.224,821 alunos. Anualmente, mais de 2 milhões de pessoas são capacitadas pelo SENAI, da iniciação profissional aos cursos de pós-graduação, além de manter em seus 42 Centros de Tecnologia, dotados de modernos equipamentos e técnicos altamente capacitados também contribuem com milhões de empresas para que se tornem mais produtivas e competitivas, oferecendo serviços de Consultoria Técnica, Tecnológica e Laboratorial, pois sua rede de laboratórios de m etrologia inclui 141 unidades, sendo 75 acreditadas por instituições como INMETRO, ANVISA, MAPA e Ministério do Trabalho e Emprego.

No Amapá, o SENAI, iniciou suas atividades em 09 de março de 1978, pertencendo ao Departamento Regional do Pará. A Unidade Operacional do SENAI-DR/PA chamava-se Centro de Formação Profissional de Macapá, que teve suas primeiras inscrições no período de 12 a 22.09.1978, para os cursos de Mecânica Geral, Mecânica de Autos e Eletricidade.

Em 23 de outubro de 1978, aconteceu a aula inaugural proferida pelo Diretor do Centro de Formação Profissional de Macapá, Professor Mario Quirino da Silva, iniciando com os cursos de qualificação profissional e aprendizagem, nas áreas de mecânica geral (tornearia e ajustagem), eletricista instalador e mecânico de autos.

Em fevereiro de 1982 foram selecionados 20 (vinte) alunos da 1ª turma dos cursos de qualificação profissional para serem bolsistas da empresa Indústria e Comércio de Minérios S/A - ICOMI.

Em 12 de março de 1974, tomou posse Sr. Breno Trasel em dezembro de 1977, foi empossado o Diretor do Centro o Professor José Adeobaldo Andrade.
Foram doze anos subordinados ao Departamento Regionalo do Pará, com total de 1.064 (hum mil e sessenta e quatro) alunos formados nos diversos cursos de aprendizagem e qualificaçao profissional.

Em 1º de abril de 1991, foi criado o Departamento Regional do Amapá pelo Conselho Nacional do SENAI, realizada em 27/03/1991, no Rio de Janeiro e tendo como 1º Diretor Regional o Sr. Elito Hora Fontes de Menezes, e assumiu o cargo de Diretora da Unidade Operacional a Professora Lucicleia do Carmo Pinto Praxedes.

No dia 17 de dezembro de 1991, conforme Resoluçao do Conselho Regional do SENAI-DR/AP nº 03/91, resolve denominar o Centro de Formação de Macapá em Centro de Formação Profissional Francisco Leite em homenagem ao 1º Presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amapá.

No período de 05 de fevereiro de 1995 a 17 de agosto de 1998, o SENAI-AP, teve como Diretor o Sr. Fernando Antônio Hora Meneses. De 17 de agosto de 1998 a 08 de março de 1999 o SENAI-AP, teve como Diretor o Engenheiro Héldio José Carneiro de Souza. No dia 08 de março de 1999 o cargo de Diretor Regional do SENAI-DR/AP foi ocupado pelo Professor Marcílio Alves de Oliveira, que também acumulou o cargo de Diretor do Centro de Formação Profissional Francisco Leite, tendo como Gerente de Educação para o Trabalho o Sr. José de Azevedo Picanço Filho, nesta adimistração, em 1999 aconteceu a primeira turma de Técnico de Segurança no Trabalho, o que deu suporte para em 2003 ser implantado os Cursos Ténicos em Telecomunicações, Gestão Empresarial, Informática e retomado o Curso de Segurança no Trabalho.

Em 03.07.2000, assumiu a Direção do SENAI-DR/AP, o Engenheiro César Augusto Matos da Costa, quando em abril de 2003 teve início as primeiras turmas dos Cursos Técnicos em Gestão Empresarial, Telecomunicações, Informática e sob outra dimensão o Curso Técnico em Segurança no Trabalho.

Em 23/09/2003, novamente assume a Direção do SENAI-DR/AP, o Professor Marcílio Alves de Oliveira e a Coordenação Geral do Centro de Formação Profissional Francisco Leite o Professor José de Azevedo Picanço Filho. Em Janeiro de 2005, foram instituídas duas unidades de trabalho dentro do Centro: Gerência de Núcleo Técnico, com a responsabilidade do Professor José Ribamar Brasil da Silva e a Gerência do Núcleo Pedagógico do Centro, com a responsabilidade da Professora Maria Ivone Souza da Silva.

Em janeiro de 2007, com a demanda expressiva de ações desenvolvidas, o SENAI-DR/AP, passa a ser Departamento Regional o qual exigiu uma nova estrutura organizacional no que trata especialmente da educação, tendo como Diretor do Departamento Regional do Amapá, o Professor Marcíio Alves de Oliveira; Coordenador de Tecnologia e Educação-COTED, o Professor José de Azevedo Picanço Filho; Gerência de Núcleo de Tecnologia do Departamento Regional do Amapá; o Professor José Ribamar Brasil da Silva; Gerência de Núcleo Pedagógico do Departamento Regional do Amapá, a Professora Maria Ivone Souza da Silva, seguido dos demais órgãos que prestam serviços diretos para o processo ensino aprendizagem, como Direção do Centro de Formação Profissional Francisco Leite, Professor Francisco Maurício de Sena Júnior, equipe técnica e docentes. O atendimento na formação de profissionais, acontece nas modalidades de formação Inicial e Continuada de Trabalhadores, Cursos Ténicos e Aprendizagem Industrial de acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, autorização do Conselho Estadual de Educação e Ministério da Educação.

Os Cursos de Formação Incial e Constinuada de Trabalhadores, atende a área da Construção Civil, área de Gestão, área da Indústria, área da Saúde, área da Informática e área da Telecomunicações, que são oferecidos para a Comunidade, Governo do Estado, Prefeitura Municipal e Empresa Instaladas no Estado, seja na capital como na zona rural.

Em parceria com as grandes empresas instaladas no Estado do Amapá, vem desenvolvendo expressivo trabalho na formação de jovens e adultos para inserção no mercado de trabalho, por meio de cursos de Formação Incial e Constinuada de Trabalhadores, entre estas podemos destacar as parceria com o Governo do Estado com cursos de iniciação e qualificação profissional para a comunidade, a Prefeitura Municipal atendendo a comunidade de bairros pelo Projeto Social CASA DA FAMÍLIA, AMCEL por meio do Projeto Pirralho e Escola da Madeira, SOTREQ atendendo a Escola de Formação de Mecânicos e a MMX, que vem desenvolvendo qualificação profissional para funcionários, além do curso de mecânica industrial para jovens treiner que exibem a produção de um veículo cognominado como CAMINHÃO FORA DA ESTRADA, fabricado pelos alunos, com apoio de docentes da área.

Em 2007, foram ministrados os Cursos Técnicos em Eletrônica, Segurança no Trabalho, Telecomunicações e Informática. Em 2008/2009 estavão em andamento os Cursos Técnicos de Gestão Empresarial, Madeira, Mobiliário, Administração de Redes de Computadores. Técnicos em Eletrônica e Administração de Redes de Computadores na forma articulada com o Ensino Médio, oferecido pelo Serviço Social da Indústria-SESI.

Entre outras ações ressaltam a presença de docentes comprometidos com a formação para a cidadania, prioridade no processo de ensino aprendizagem, própria da educação profissional oferecida pelo SENAI-AP a jovens e adultos que buscam a inserção no mercado de trabalho.

Rede SENAI 744 unidades operacionais distribuídas por todo o país. Conheça melhor essa estrutura: 428 Unidades Fixas, 316 Unidades Móveis 310 Kits do Programa de Ações Móveis (PAM).

SENAI no Amapá Unidades Próprias e Conveniadas Centro de Formação Profissional Francisco Leite Av. Padre Júlio Maria Lombaerd, 2026 - Santa Rita - 68900-030.

Outros (Santana-AP).